sábado, 25 de abril de 2009

Peterson X Depallier - uma das melhores últimas voltas de todos os tempos

Quando se fala de voltas finais impressionantes de corridas de Fórmula 1, a primeira imagem que se vem a cabeça é a Renault de Arnoux e a Ferrari de Villeneuve disputando em Dijon em 1979. O que poucos lembram foi o final do Grande Prêmio da África do Sul em Kyalami em 1978. Em uma prova cheia de alternativas, onde havia inclusive a possibilidade de que Patrese vencesse com uma Arrows praticamente estreante (mas isso é uma outra história que conto depois), Depallier rumava para a sua primeira vitória, quando o Sueco Ronnie Peterson em sua Lotus começa a persegui-lo. Peterson tenta de todas as maneiras ultrapassar Depallier, que se defende como pode. A três curvas do fim, nos Ss (esses) que antecedem a subida para a reta, o sueco finalmente consegue a ultrapassagem sobre o francês e vence a corrida.
Acompanhe esta disputa aqui.
Estas são algumas fotos deste dois grandes pilotos em Kyalami.

Peterson e sua Lotus






Depallier e sua Tyrrell




5 comentários:

Bruno Santos disse...

Boa lembrança. Só não entendi aquele carro 25 do Rebaque com aqueles gestos, parece ter atrapalhado o francês. Aliás o carro do Depailler estava bem instável e o do Peterson vinha bem.

Sobre o Bellof, tinha tudo para ser o primeiro campeão alemão, assim como o von Trips em 61.
Beijo

Marcos Antônio Filho disse...

Não foi tão espetacular como Gilles Arnoux mas foi bastante eletrizante. e o que Rebaque tava reclamando se ele tava levando volta? cada um...rs

Cezar Fittipaldi disse...

Lindas fotos. Parabéns pelo blog.

Goddess disse...

É verdade, Bruno. O carro do Depailler já estava bem instável no fim da prova. Ele tinha problemas com os pneus, mas acho que ele não acreditava que o Peterson tivesse com o carro tão inteiro como estava aquela altura da prova.
Cezar, obrigada pelo elogios.

Beijos

Paty

Speeder_76 disse...

Belo blog. De facto, esta última volta na Formula 1 foi emocionante. Especialmente quando sabias que estes dois pilotos tinham sede de vitória. Peterson não ganhava há ano e meio, Depailler nunca tinha ganho até ali. Peterson levou a melhor, aida no Lotus 78 (o mitico 79 só entrou em acção na Belgica)


O mais trágico disto tudo é que em pouco mais de dois anos, ambos estariam mortos...

Gostei do blog. Vou tentar passar cá mais vezes!